Quarta-feira, 1 de Agosto de 2012

"Como contrariar a frustração de regressar ao trabalho? É um sentimento de perda. De insatisfação. De frustração, até. O regresso ao trabalho depois de toda a ansiedade que envolveu a preparação do merecido repouso parece ser um retrocesso, um momento em que só apetece gritar e fugir a sete pés do escritório que espera ansiosamente pela sua chegada.

Cristina Carvalho, secretária executiva de uma multinacional, auto titula-se como a “rainha das frustradas” sempre que regressa de férias. “O sentimento começa a apoderar-se de mim, pouco antes do fim das férias. Começo a sentir uma comichão, um mau estar, uma vontade de atirar coisas para o ar que culmina no primeiro dia de trabalho, mal entro no escritório e olho para a pilha de papéis em cima da minha mesa”.

A psicóloga Rute Dias reconhece os sintomas: “Depois de investirmos tanto do nosso tempo a planear as férias, sentimos que todos os seus efeitos terapêuticos desaparecem num ápice, o que cria um sentimento de frustração muito forte, pois muito provavelmente só teremos férias para o ano”.

Kathleen Hall, fundadora do The Stress Institute, nos Estados Unidos, explica o síndrome: “O nosso organismo abrandou durante as férias e o corpo desenvolve um ritmo novo, mais lento, do qual gosta muito mais. Recarregamos baterias, ao nível físico e emocional, e é normal que nos mostremos resistentes a acelerar novamente. Não fomos programados para viver a um ritmo tão rápido e o nosso corpo e a mente tentam dizer-nos isso mesmo”.

Sintomas como mudanças de humor, insónias, ansiedade, perda de apetite, nervosismo, cansaço, instabilidade, tensão muscular e até vómitos são muito comuns nesta fase. A ideia é combatê-los ou prevenir o seu aparecimento. A especialista portuguesa dá umas dicas: “ Faça sempre mais do que um período de férias por ano para não concentrar a sua ansiedade numa só temporada. Por outro lado, marque um workshop, um curso pós laboral, um programa qualquer para sentir que a espera algo de novo no seu regresso e não a rotina de sempre. No final das férias faça uma lista de coisas que quer mudar na sua vida e, se puder, mude de visual também”.

Pequenos detalhes que podem fazer a mudança, já que, segundo um estudo da Sociedade Espanhola de Medicina da Família e Comunitária, as mulheres são as mais afetadas, pois o regresso à vida laboral representa um stresse redobrado: a conciliação da vida profissional com a familiar. No meio desta amálgama, uma boa notícia: o síndrome dura até duas semanas, período durante o qual a rotina vai regressando lentamente ao seu corpo. A decisão final é sua. Vai deixá-la entrar e instalar-se no seu cantinho ou vai dar uma volta à sua vida?"

 

 

(Texto retirado do blog http://omelhordoverao.blogs.sapo.pt/)



publicado por girlsofallages às 11:55 | link do post | comentar

mais sobre mim
Janeiro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


posts recentes

Objectivos para 2013?

Comprar ou não comprar?

Feliz Ano Novo!

Mudança?

Parabéns a nós!

Quase no fim do ano

Mau humor

Lookbook.nu (Inspirações)

Férias?

Sugestão Prenda de Natal ...

arquivos

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

blogs SAPO
subscrever feeds